dor de barrigaDores abdominais são sempre muito desagradáveis, principalmente as que envolvem o trato intestinal. A intenção deste artigo é tentar esclarecer o leitor sobre várias causas da dor de barriga e, claro, mostrar algumas soluções fáceis. Porém, não se esqueça. Qualquer anormalidade com nosso corpo, inclusive as dores devem ser tratadas por um médico especialista.

Quais são os tipos de dor de barriga mais comuns e como tratá-las?

As dores de barriga podem ter várias causas, dentre elas, podemos citar: colite, diarreia, enterite, gases intestinais, prisão de ventre. No próximo tópico, a seguir, explicaremos de forma simples o significado de cada uma, apresentaremos alguns sintomas e tratamentos baseados na alimentação.

  • Colite

Trata-se de uma inflamação aguda ou crônica do intestino grosso. Essas doenças são causadas por deficiências nutricionais, problemas vasculares, bactérias, entre outras e se manifestam através de fortes diarreias, evacuação líquida, com presença de muco, pus e sangue.

Suspenda o consumo de carnes, ovos, laticínios, frituras, chocolate e os condimentos irritantes.

Beba água pura e fresca em abundância para evitar a desidratação. Consuma alimentos ricos em fibras, sucos de frutas e sopas de legumes.

  • Diarreia

Evacuação frequente, podendo ser líquida ou pastosa que pode ser causada por diversos fatores, sendo que os mais comuns são a intolerância a determinados alimentos, excessos alimentares, bócio, cólera, diabetes, dispepsia ou processos inflamatórios.

Em crianças, a diarreia pode estar relacionada a gripe. Se for notada a presença de pus e sangue nas fezes, é necessário fazer alterações na alimentação para combater a diarreia.

Evitar alimentos gordurosos, doces, alimentos industrializados e de origem animal.

Substitua esses alimentos por outros que sejam naturais, como frutas frescas da época, vegetais e legumes crus, cereais integrais e fibras.

Não se esqueça de consumir bastante água, pois essa medida impede a desidratação.

  • Enterite

Inflação aguda ou crônica da membrana intestinal. Mais especificamente, trata-se de uma inflamação do intestino delgado, provocada por cólera, uso excessivo de bebidas alcoólicas, cálculos biliares, excessos alimentares, ou pela ação de germes.

Os sintomas mais comuns são: diarreia carregada de muco esverdeado, gases intestinais, evacuação sangrenta e debilidade geral. Trata-se de uma inflamação perigosa, portanto, o tratamento deve começar imediatamente após o aparecimento dos sintomas.

A forma mais efetiva para tratar o paciente é beber água em abundância e soro fisiológico para prevenir-se da desidratação.

Ao sinal dos sintomas citados, a doença deve ser tratada imediatamente por um médico, pois pode levar à óbito.

  • Gases intestinais

Gases produzidos por fermentação intestinal causado por ingestão de alimentos artificiais ou industrializados, ingestão de líquidos junto às refeições, combinações alimentares impróprias, sedentarismo.

Para promover um bom funcionamento intestinal use alimentos ricos em fibras, beba água em abundância e faça exercícios físicos moderados regularmente.

  • Prisão de ventre

Retenção de dejetos intestinais e, além disso, os outros sintomas envolvidos são: acúmulo de gases, alterações nervosas, falta de apetite, boca amarga, dores de cabeça e sonolência excessiva.

A causa da prisão de ventre deve-se à dificuldade digestiva, alimentação inadequada, ansiedade, doenças nervosas, estresse.

O funcionamento intestinal deve ocorrer na mesma frequência com que a pessoa se alimenta, e quando acontecem desequilíbrios nesse mecanismo, surgem diversas doenças do sistema digestório, alguns deles bem graves que devem ser tratados o mais rápido possível.

Para evitar ou combater a prisão de ventre são necessárias algumas mudanças no estilo de vida.

As refeições devem ser feitas em horários regulares, sem pressa e em local tranquilo.

Durante o dia, consuma bastante água, mas nunca junto às refeições. Separe algumas horas do dia, ou algum dia da semana para a prática de exercícios físicos moderados, preferencialmente em locais abertos.

Depois de um dia de trabalho é fundamental que a pessoa tenha pelo menos 8 horas de sono tranquilo e revigorante.

Para concluir é importante esclarecer que a dor de barriga pode ter outros motivos e a qualquer sinal de dor ou sintoma citado acima deve ser investigado imediatamente.

Para concluir é importante que deixemos claro que a intenção do blog não é oferecer tratamentos medicamentosos e nem que as dicas que fornecemos irão sanar qualquer problema de saúde. A intenção deste é apenas informar.

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE

Para qualquer problema apresentado, buscamos dar uma solução paliativa e superficial, aconselhando sempre que a pessoa procure ajuda médica para todo problema de saúde.

As informações e dicas apresentadas nunca substituem uma visita ao médico especialista. Somente ele, com base em exames clínico, laboratoriais e por imagem poderá fazer um diagnóstico exato e prescrever os medicamentos corretos para cada caso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *