Muitas mulheres têm duvidas quanto à diabetes gestacional. É um assunto que causa certo desconforto devido à sua gravidade e relação com a saúde do bebê. Mas nem tudo é como dizem, aproveite e conheça mais sobre esse assunto tão recorrente no universo das grávidas.

diabetes gestacionalA diabetes gestacional acontece normalmente próxima da décima terceira semana de gravidez.

Ela se desenvolve devido a uma resistência do organismo quanto à insulina. Essa resistência é provocada pelos hormônios e assim a doença acaba se desenvolvendo.

Para não ter mais dúvidas a respeito do assunto, preparamos aqui as 8 informações mais importantes sobre a diabetes gestacional.

Surgimento

Este tipo de diabetes aparece normalmente no primeiro trimestre de gestação e depois desaparece logo após o parto.

Os casos podem variar, cada organismo funciona de uma maneira diferente e pode ter reações diversas, mas no comum, os casos mais recorrentes são os de sumir a diabetes depois do nascimento do bebê.

Sintomas

Não é comum aparecerem sintomas, por isso é importante fazer exames periódicos durante toda a gravidez.

Por isso é importante ficar atenta e observar se o comportamento está alterado. Em casos de exceções, a diabetes gestacional pode apresentar alguns sintomas, são eles:

  • Muita sede, além do comum.
  • Urinar mais do que o normal
  • Fome excessiva
  • Alteração na visão, meio turva.

Tratamento contra a diabetes

O tratamento da diabetes gestacional deverá ser iniciado já durante a gestação com uma alimentação adequada. Em casos mais graves, o tratamento será feito com remédios.

Em relação à dieta, normalmente ela é regrada e restrita a muitos alimentos que podem potencializar a diabetes.

A indicação médica se baseia em um cardápio pobre em carboidratos e exercícios regulares, mas de modo moderado.

Os remédios utilizados no tratamento pode ser o hipoglicemiante oral ou ainda a insulina variando de acordo com os valores de açúcar no sangue e as recomendações do médico.

Causas

Não é possível precisar as reais causas, mas o que se sabe é que a diabetes normal se desenvolve quando o pâncreas não consegue mais produzir o hormônio insulina em quantidade necessária para suprir as necessidades do organismo.

Ou ainda, a diabetes surge porque o hormônio acaba não conseguindo agir de forma esperada e assim gerando uma resistência à insulina.

O corpo faz a digestão do alimento que você ingere para a produção de açúcar (glicose) que vai entrar na sua corrente sanguínea.

Uma das funções da insulina é promover a redução da glicemia e permitir que o açúcar que já está no sangue seja capaz de entrar e penetrar profundamente nas células.

Dessa forma poderá ser utilizada como fonte de energia.

O que acontece é que se faltar esse hormônio, ou se de repente ele não agir de forma correta, poderá acontecer um aumento de glicose no sangue e assim, o diabetes.

Ligação com o bebê

Sabe-se que durante a gravidez a placenta que está ligada ao bebê é a que fornece suprimentos através do sangue.

Por esse motivo o corpo produz e libera altos níveis de hormônios.

Devido ao crescimento do bebê, a placenta libera cada vez mais hormônios, aumentando a cada dia as doses.diabetes gestacional

Toda essa liberação de hormônios é prejudicial a forma que a insulina age no corpo, pois aumenta o nível de açúcar no sangue de forma considerável.

Sabendo disso, é normal perceber que após a alimentação há uma elevação de açúcar no sangue.

Principais fatores de risco para diabetes gestacional

Qualquer mulher pode desenvolver a diabetes gestacional, mas alguns fatores representam riscos como:

  • Ter mais de 25 anos
  • Diabetes gestacional na família
  • Já teve diabetes gestacional
  • Se já possui níveis altos de açúcar no sangue
  • Estar acima do peso antes da gravidez
  • Ganho de peso além do normal na gravidez
  • Raças negra, indígena, asiática ou hispânica.

Formas de evitar

Não há dados que informem as maneiras de prevenção, pois ela está mais relacionada à alteração dos hormônios naturais da gestação, mas é possível reduzir os riscos de desenvolver a diabetes gestacional como:

  • Procure ficar no peso ideal antes de engravidar
  • Ser rigorosa no pré-natal
  • Cuidar para que o peso seja ganho de forma natural
  • Caprichar na alimentação saudável
  • Fazer exercícios de forma regular, mas de forma moderada.

E depois do nascimento do bebê?

O bebê de uma mulher diabética ou que teve a diabetes gestacional recebeu grandes doses de açúcar durante o processo de gestação.

Para que haja um equilíbrio, o pâncreas acabou produzindo mais insulina que o normal. Dessa forma, assim que ele sai do ambiente uterino para de se alimentar com grandes doses de glicose. É ai que o bebê pode apresentar um quadro de hipoglicemia.

Caso isso aconteça, o recém-nascido será medicado para que haja um controle e equilíbrio no seu sangue.

Como bem explicitamos por aqui, qualquer mulher pode desenvolver o diabetes gestacional, devido ao excesso de hormônios liberados no corpo. Mesmo assim é possível tomar algumas precauções para que esse problema não ocorra, mesmo não sendo garantido, é importante de prevenir. Cuide-se sempre, faça exames e se alimente muito bem.

Achou importantes as informações sobre diabetes gestacional? Comente alguma experiência ou apenas deixe sua opinião!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *