A importância do acompanhamento Pré-NatalApesar de vivermos em pleno século XXI, ainda existem mulheres que não entendem a importância do acompanhamento médico, através do pré -natal. O pré-natal não é apenas uma forma de garantir a saúde do bebê, como também o bem-estar da gestante.

O momento em que a mulher descobre uma gravidez é simplesmente mágico! Descobrir que você é responsável por uma vida, que está gerando um ser tão precioso, é simplesmente incrível.

A gravidez deve acontecer sempre com um acompanhamento médico, pois assim é possível prevenir e tratar, quando necessário, possíveis complicações.

Como funciona o pré-natal?

Primeiro de tudo, para iniciar o pré-natal, é preciso comprovar a gravidez com exames válidos, o que isso quer dizer? Imagine que você fez um exame de farmácia e este indicou positivo para gravidez.

Após esse resultado, você deve procurar seu ginecologista para que solicite o Beta HcG, o exame responsável por indicar a gravidez de fato. Ele é feito pela manhã, ainda em jejum, e normalmente o resultado sai no mesmo dia, com o resultado positivo em mãos, você pode iniciar seu pré-natal.

O pré-natal pode ser realizado com o próprio ginecologista, caso não, esse indicará um especialista.

As consultas de pré-natal, acontecem de forma mensal, e os exames podem ser divididos em períodos trimestrais ou dependendo dos casos mensais. Além de solicitação de exames as consultas servem para orientar a mãe sobre cuidados durante o período gestacional, alimentação adequada, atividades benéficas durante a gravidez, medicações indicadas, entre outros.

Conheça alguns dos principais exames que realizará durante a gestação:

Hemograma completo

Trata-se de um exame de sangue com detalhamento completo, ou seja, é feito a avaliação de todos os compostos presentes no sangue. Nesse exame, o médico conseguirá identificar possíveis casos de anemias, quadro bastante comum entre as grávidas, devido a diluição do ferro no organismo, além de identificar as condições do sistema imunológico e possíveis infecções para tratamento imediato e adequado.

O hemograma é solicitado logo na primeira consulta, e pode ser realizado nos demais trimestres ou até meses de acordo com a necessidade avaliada pelo médico.

Exame de glicemia

Este exame tem como principal função indicar os níveis de açúcar no sangue, e possíveis quadros de diabetes, quadro extremamente perigoso no período gestacional, já que pode afetar diretamente o feto.

Por isso, o exame é realizado logo no início do acompanhamento e no quinto mês de gestação, para que caso exista um quadro ou indícios de surgimento, o médico possa indicar o tratamento adequado.

Sistema ABO e fator RH

Esse exame indica o tipo sanguíneo da mãe, assim como o fator RH. É realizado apenas uma vez, logo na primeira leva de exames, podendo ajudar em possíveis transfusões durante o parto ou complicações durante a gravidez.

Exame HIV e VDRL

De alto grau de importância, esse exame identifica se a mãe possui o vírus HIV, ou seja, se existe chances de desenvolvimento da AIDS, e se é portadora da bactéria causadora da Sífilis.

Em casos de positivo, é realizado todo o tratamento adequado, para que não ocorra a transmissão para o feto, já que as chances são grandes. O exame é realizado logo na primeira consulta de pré-natal, para que ocorra o tratamento imediato, caso necessário.

Além desses exames já mencionados, existem outros como por exemplo: As ultrassonografias, urina, fezes, exames para identificação de toxoplasmose e rubéola, e qualquer outro que o médico julgue como necessário.

O fato é que o pré-natal, é mais do que acompanhamento de sua gravidez, é garantia e tranquilidade da sua saúde e do seu bebê, durante essa trajetória única em sua vida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *