Com o passar dos anos, nossa pele perde a elasticidade da juventude e, com isso os sinais da idade vão se acentuando cada vez mais. O rosto começa a apresentar estes sinais mais rápido surgindo linhas de expressão, rugas e vulcos. Em alguns casos a pessoa apresenta um “olhar cansado e envelhecido”, decorrente do excesso de pele na região das pálpebras. Para resolver esta situação, existe um procedimento cirúrgico chamado Blefaroplastia.

Blefaroplastia

Este é o nome da cirurgia plástica que retira o excesso de pele da região superior das pálpebras e também das bolsas que são formadas na região inferior.

Existem dois tipos da cirurgia blefaroplastia: a da região inferior e superior.

Apesar de ser realizada os dois tipos, o paciente pode optar por realizar somente em uma região.

A cirurgia de pálpebras pode ser realizada com fins estéticos ou funcional. Para fins funcionais é recomendada para pacientes que possuem a pálpebra superior interferindo em sua capacidade de visão, trazendo dificuldades para ler, assistir televisão ou qualquer atividade que seja necessário o foco da visão.

A blefaroplastia também pode ser realizada junto com outras cirurgias como por exemplo, a rinoplastia e o lifting.

Blefaroplastia inferior

Este procedimento é indicado para pacientes que possuam rugas na parte inferior das pálpebras e tem como objetivo eliminá-las, proporcionando uma pele lisa, livre de imperfeições. A sensação de olheiras profundas também é eliminada.

Blefaroplastia Superior

Já a cirurgia de pálpebras superior é indicada para pacientes que possuam ptose – queda da pálpebra devido a causas musculares– ou pseudoptose pálpebra – queda de pálpebra decorrente do excesso da pele e envelhecimento.

Como é realizada a Cirurgia das Pálpebras

Por se tratar de um procedimento cirúrgico, é necessária internação hospitalar com previsão de 6 a 8 horas, ou de 12 a 24 caso sejam realizadas outras cirurgias, como por exemplo rinoplastia ou lifting facial.

A cirurgia tem duração de aproximadamente de 40 minutos a 1 ½ hora, e geralmente é utilizada anestesia local com sedação. Em alguns casos a anestesia geral.

Cuidados com o pré-operatório

Antes de serem realizados procedimentos cirúrgicos, o paciente deverá ser submetido a realização de exames indicados pelo cirurgião plástico. Estes exames são obrigatórios e devem ser realizados antes da cirurgia de blefaroplastia.

Para os pacientes tabagistas, é necessário que fiquem sem fumar pelo menos 1 mês antes da cirurgia.

Todos os medicamentos e tratamentos realizados pelos pacientes, devem ser informados ao cirurgião plástico, mesmo que não tenham relação com a cirurgia plástica.

Cuidados com o pós-operatório

Nos primeiros dias observam-se pálpebras inchadas, o que é normal, devendo o paciente permanecer em repouso por 1 semana. Aos poucos este inchaço diminui e as mudanças são observadas após a retirada dos pontos.

A cicatriz da blefaroplastia é mínima e muito discreta, inclusive fica bem disfarçada na região das pálpebras.

É recomendado também que o paciente use óculos escuros, por aproximadamente 30 dias.

A exposição direta ao sol pode interferir e prejudicar a cicatrização.

Para que você alcance seus objetivos com esta cirurgia procure uma clínica de cirurgia plástica com profissionais que possuam qualificação adequada em, preferencialmente que seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Com certeza estes cuidados farão que sua escolha seja segura e de confiança, ocasionado um procedimento de acordo com suas expectativas.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *