• Publicidade

Os diferentes tipos gorduras, seus benefícios e suas funções no organismo

Gorduras ou lipídeosAs gorduras, ou lipídeos, são nutrientes fundamentais para a saúde e vida humana e, no entanto, têm sido apontadas como os demônios a serem evitados em qualquer dieta moderna. Talvez o foco não devesse ser a gordura em si, mas as quantidades excessivas de gorduras que a alimentação moderna comporta.

As gorduras têm funções extremamente importantes no nosso organismo, veja algumas delas:

  • energética – as gorduras são armazenadas pelo corpo formando um tecido especial, o tecido adiposo, que serve como um protetor físico contra o calor e choque. São também uma fonte de energia de reserva, sendo que o organismo consegue extrair 9 calorias por cada grama de gordura, em comparação com carboidratos ou proteínas (apenas 4 calorias por grama).
  • reguladora – são transformadas em hormônios e outras substâncias reguladores de inúmeras funções corporais. Funcionam também como transportadores de vitaminas A, D, E e K, fundamentais para várias funções corporais.
  • estrutural – o colesterol, sem dúvida a mais famosa das gorduras, é um composto essencial, fazendo parte da parede das células e dos músculos, protegendo os nervos e o cérebro e originando inúmeros compostos com ação biológica como hormônios ou vitamina D.
  • gastronômica – a nível culinário, as gorduras também são indispensáveis, permitindo preparar pratos saborosos e ricos, que de outra forma não seriam apetecíveis.

Gorduras Boas e Menos Boas

Gorduras insaturadas – as gorduras boas

As gorduras insaturadas são aquelas que se apresentam num estado líquido à temperatura ambiente e estão associadas a efeitos positivos na saúde, como melhorar o perfil lipídico do sangue, reduzir o risco de doenças cardiovasculares e diminuir a inflamação de tecidos. Nos alimentos, elas se encontram nos óleos de origem vegetal.

Existem dois tipos de gorduras insaturadas:

  • Monoinsaturadas presentes em óleos vegetais, como azeite de oliva, óleo de amendoim e óleo canola; abacate, castanhas e nozes, como amêndoa, noz pecan e avelã; sementes, como de abóbora e gergelim.
  • Poliinsaturadas presentes em óleos vegetais, como óleos de girassol, milho e soja; nozes, sementes de linhaça e peixes gordos.

Ômega-3

As gorduras poliinsaturadas do grupo dos Ômega-3 têm especial foco devido à sua importância na dieta. O Ômega-3 contribui para vários efeitos positivos na saúde, como regular os níveis sanguíneos de triglicerídeos e proteção cardiovascular, reduzir a inflamação em doenças como artrite reumatoide e asma, e parecem promissores na prevenção de Alzheimer e melhoria da TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade).

Principais fontes alimentares de Ômega-3:

  • peixes gordos como truta, cavalinha, anchovas e salmão.
  • linhaça, nozes e óleos de soja ou canola.

O óleo canola (apesar de rico em gorduras monoinsaturadas, também é uma boa fonte deste tipo de gordura).

Gorduras saturadas e Gorduras trans – as gorduras menos boas

De acordo com um levantamento realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) – Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF 2006-2008) – os brasileiros, em especial os de renda mais elevada e os adolescentes, tendem a consumir gordura em excesso, acima dos 30% das calorias recomendadas para o grupo dos lipídeos. Surpreendentemente, são as classes de maior rendimento (acima de 15 salários mínimos) que consomem gordura saturada acima do valor máximo de 10% das calorias totais. Somado ao excesso de gorduras na dieta do Brasileiro, há um baixo consumo de verduras, legumes e frutas e consumo elevado de açúcar.

Ao contrário das gorduras insaturadas, as gorduras saturadas são normalmente sólidas à temperatura ambiente e têm vindo a ser associadas com um aumento do colesterol e do risco de morte por doenças cardiovasculares, assim como contribuem para o aumento da massa gorda corporal.

Alimentos ricos em gorduras saturadas:

  • de origem animal, como carne, leite, queijo e manteiga.
  • de origem vegetal, como óleo de coco, palma e cacau.

No entanto, são com as gorduras trans que devemos ter mais cuidado, das quais devemos ter mais medo. Estas são essencialmente produzidas por processos industriais para converter óleos líquidos em margarinas e outras gorduras semi-sólidas. Diversos estudos indicam que as gorduras trans são perigosas para o organismo, aumentando inflamação, risco de morte por eventos cardiovasculares, como enfarto, e aumentam a resistência à insulina podendo levar a diabetes tipo 2.

Alimentos ricos em gorduras trans:

  • alimentos processados e ultra processados.
  • batata frita e salgadinhos.
  • bolachas.
  • sorvetes cremosos.
  • margarinas vegetais.
  • molhos de salada embalados.
  • óleos vegetais hidrogenados (soja ou palma).

Cortar nas gorduras pode não ser tão bom como parece…

Cuidado, dietas que cortam nas gorduras não são a solução. De fato, existem estudos mais recentes que colocam em causa o papel das gorduras saturadas na alimentação, indicando que o risco de doenças cardiovasculares é maior em pessoas que, ao cortarem as gorduras, as substituem por carboidratos refinados (presentes em doces, pão branco e outros produtos processados).

O que comer então?

  • Comece hoje a fazer escolhas mais saudáveis, optando por alimentos no seu estado natural, como frutas, folhas verdes, vegetais, feijões, leite, castanhas, cereais integrais e peixe.
  • Evite, sempre que puder, alimentos processados e ultra processados. Eles são ricos em gorduras trans, sal e açúcar em excesso, sendo prejudiciais à sua saúde.
  • Faça das gorduras apenas 25 a 30% do valor total das calorias diárias, sendo que a maior fonte deste nutriente deve vir de alimentos ricos em gorduras insaturadas, especialmente poliinsaturadas, como peixe, nozes e castanhas.
  • Não caia em dietas que prometem perder 20 quilos em duas semanas. Cortar nas gorduras não só limita o seu corpo de vitaminas e outros elementos super importantes como pode até ser perigoso para o seu coração e para o risco de diabetes, principalmente se passar a comer mais carboidratos simples e refinados.

Sobre Galdino

Paixão por saúde e qualidade de vida.

Desde 2013 buscando informações sobre a melhor maneira de se viver com mais saúde e melhor qualidade de vida. Mantenho alguns blogs com o objetivo principal de passar adiante as informações e o conhecimento que tenho adquirido ao longo desse tempo.

Durante esses anos tenho “corrido” atrás de conteúdos relevantes que, de alguma forma possa me ajudar e ajudar outras pessoas a viver com mais qualidade de vida.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Publicidade