• Publicidade

Fatores de risco da Trombose, sintomas e cuidados que devo tomar

sintomas e fatores de risco da tromboseA trombose é definida como o desenvolvimento de um coágulo de sangue no sistema venoso ou arterial. Os sintomas que decorrem da trombose se referem ao local do sistema vascular em que o problema se sucedeu.

No entanto, esse coágulo pode “quebrar” e se mover para outras partes do corpo, a exemplo dos pulmões (embolia pulmonar) e do cérebro (acidente vascular cerebral embólico).

Trombose venosa

A trombose venosa ocorre quando os coágulos de sangue bloqueiam as veias, prejudicando assim o transporte de sangue do corpo ao coração.

Trombose arterial

A trombose arterial se dá quando os coágulos sanguíneos bloqueiam uma artéria, prejudicando então o transporte de sangue rico em oxigênio do coração para o corpo.

Fatores de risco

Alguns fatores de risco podem ser os mesmos tanto para a trombose venosa quanto para trombose arterial. Entre os fatores incluem:

Trombose venosa

  • Incidência familiar (histórico);
  • Terapias hormonais ou pílulas anticoncepcionais;
  • Gravidez;
  • Lesões nas veias, geralmente causadas por cirurgias, fraturas e outros traumas;
  • Pouca movimentação, a exemplo de períodos pós operatórios e longas viagens;
  • Distúrbios da coagulação sanguínea;
  • Um cateter venoso central;
  • Idade avançada;
  • Tabagismo;
  • Estar acima do peso ou obeso;
  • Problemas de saúde, tais como câncer, doenças cardíacas e pulmonares.

Trombose arterial

  • Diabetes;
  • Pressão alta;
  • Tabagismo;
  • Colesterol alto;
  • Sedentarismo;
  • Obesidade;
  • Alimentação de má qualidade;
  • Histórico familiar;
  • Pouca movimentação;
  • Idade avançada.

Sintomas da trombose

Os sintomas podem variar de pessoa para pessoa, entre os quais estão:

  • Dor em uma das pernas, geralmente na panturrilha ou na parte interna da coxa;
  • Inchaço na perna ou no braço;
  • Dores no peito;
  • Dormência ou fraqueza em apenas um lado do corpo.

Os sintomas relacionados à trombose se parecem e alguns casos com os sintomas de outras doenças, por isso, é importante consultar o médico regularmente.

Diagnóstico

O diagnóstico para a trombose se dá das seguintes maneiras:

  • Ultrassom (utilização de ondas sonoras para verificar o fluxo de sangue nas veias e artérias);
  • Exames de sangue;
  • Venografia (um corante é injetado nas veias e em seguida um aparelho de raio X é utilizado na procura de possíveis coágulos);

Tratamento

Antes que se comece um tratamento, alguns fatores são levados em consideração, entre eles:

  • Idade;
  • Saúde;
  • Histórico médico;
  • Condição do momento (se pode piorar ou não);
  • Escolha do paciente.

Após analisado os fatores acima é a vez do tratamento, que incluem:

  • Anticoagulantes (medicamentos para afinar o sangue);
  • Cateteres (finos tubos para alargar os vasos afetados);
  • Medicamentos para dissolver os coágulos de sangue.

O médico ainda poderá indicar outros tratamentos.

Complicações

As complicações decorrentes da trombose dependem do local onde a mesma se encontra. Os problemas mais graves incluem acidentes vasculares cerebrais (AVC), ataques cardíacos e problemas respiratórios.

A trombose pode ser prevenida?

Sim, é possível prevenir o surgimento da problema. Você pode reduzir o risco de trombose se:

  • Praticar exercícios;
  • Manter-se ativo;
  • Exercitar as pernas durante longas viagens;
  • Parar de fumar;
  • Perder peso;
  • Gerenciar outros problemas de saúde como o diabetes, colesterol e pressão alta.

Observações

Pessoas que já tiveram trombose (seja ela qual for) são propensas a ter o problema novamente. As chances da “nova trombose” é até 60% maior devido ao fator “predisposição”. Na grande maioria dos casos (superior a 80%), a trombose ocorre nas veias das pernas.

As mulheres são mais ameaçadas pela doença do que os homens. Um dos motivos é uso de anticoncepcionais e outro é a aplicação dos hormônios de reposição, esses dois fatores aumentam a coagulação sanguínea.

Dicas

A utilização de meias de compressão pode ser um aliado importante na prevenção das tromboses, as mesmas foram criadas para diminuir o cansaço das pernas assim como o risco de lesões. As meias de compressão ou meias tensoras comprimem a musculatura e melhoram a circulação do sangue na região.

O artigo foi útil para você? Comente, curta ou compartilhe.

Leia também:
PRESSÃO ARTERIAL: hipertensão, pressão alta, hipotensão, pressão baixa
Veja 5 alimentos amigos do coração
Hábitos simples que protegem o coração

Sobre Galdino

Paixão por saúde e qualidade de vida. Desde 2013 buscando informações sobre a melhor maneira de se viver com mais saúde e melhor qualidade de vida. Mantenho alguns blogs com o objetivo principal de passar adiante as informações e o conhecimento que tenho adquirido ao longo desse tempo. Durante esses anos tenho "corrido" atrás de conteúdos relevantes que, de alguma forma possa me ajudar e ajudar outras pessoas a viver com mais qualidade de vida.
Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Publicidade